DESENVOLVIMENTO HUMANO NAS ORGANIZAÇÕES

O contexto do desenvolvimento humano nas organizações é muito complexo pois envolve o indivíduo com todas as suas nuances, além da qualidade e estrutura do ambiente interno e a cultura organizacional.

E o que sua organização precisa fazer para se adequar a esse contexto? Sob o olhar organizacional é necessário avaliar os aspectos do indivíduo, do ambiente e de suas correlações, ou seja, os resultados tendem a ser bons se o trabalho parte do princípio que são os talentos humanos que contribuem para um ambiente saudável e equilibrado. Por consequência é com esse ambiente que a organização irá atrair e reter pessoas alinhadas a esses comportamentos, criando um ciclo virtuoso.

Se o processo do desenvolvimento é focado em pessoas, é grande a probabilidade elas exercerem efetivamente seu potencial, inovarem e principalmente promoverem o respeito ao próximo – porque é aqui que se encontra a ética – criando com isso diferenciais competitivos para o negócio e um senso de propósito.

Há a parcela inerente à organização no que diz respeito à suas políticas e seus processos que devem estar devidamente estruturados entre os níveis estratégico, tático e operacional.

A organização que estiver agregando tecnologia, inovando em seus processos de trabalho, com uma gestão eficiente da rotina, dentre outros, também estará contribuindo para o desenvolvimento e bem estar das equipes.

Nesse contexto a área de gestão de pessoas tem um papel decisivo no crescimento profissional por meio do desenvolvimento de habilidades, competências e, de uma forma muito pragmática, definindo o que a organização espera de cada colaborador, como por exemplo suas entregas e seu potencial de entrega. Alinhado a tudo isso, há os programas de incentivos como políticas que equilibrem vida profissional e vida pessoal, programas de remuneração por resultados e outros.

Os desafios são gigantes mas é muito compensador, como gestores, saber que podemos fazer a diferença na vida de alguém.